Editora Posto Seis

Editora Posto Seis
Av. Nossa Senhora de Copacabana, 1.133 loja 111
Cep. 22070-010 - Copacabana - Rio de Janeiro - RJ
Telefone: (21) 2523-7853 - Fax: (21) 2521-9597

Editorial | Publicidade | Jornais de Bairros | Mapa Turístico | Contato

Jornal Posto Seis

Edição 432. Clique para ampliar...

Especiais Posto Seis

Edição 2015 - Natal. Clique para ampliar...

Jornal Via Ipanema

Edição 100. Clique para ampliar...

Jornal Via Flamengo

Edição 106. Clique para ampliar...
SurfRio
Solar Meninos de Luz

Últimas Notícias


02/05/2016:
Caixa Cultural Rio de Janeiro apresenta exposição sobre a América Latina
Leia mais...
02/05/2016:
Caixa Cultural Rio exibe individual de Antonio Maia
Leia mais...
02/05/2016:
Lapa recebe segunda edição do Festival Lapalê de Culturas Cariocas
Leia mais...
29/04/2016:
Quiosque da Globo em Copacabana oferece vacina contra Influenza
Leia mais...
26/04/2016:
Workshop beneficente sobre prótese de mamas esclarece dúvidas do público
Leia mais...
20/04/2016:
Domingo no Lido traz atividades culturais gratuitas a Copacabana
Leia mais...
08/04/2016:
Por Dentro da TV
Leia mais...

Natação no Mar completa sete anos de sucesso no Posto 6


Izabel Thomas, Luiz Lima e Itamar Cardoso

O projeto Natação no Mar comemorou sete anos de funcionamento no dia 7 de abril. Nesse período, o grupo, liderado pelo atleta olímpico Luiz Lima, desempenhou intensas atividades esportivas, levando a prática saudável para as areias do Posto 6. Para celebrar a data, foi promovida uma confraternização que reuniu os alunos no local de onde saem para nadar, nas proximidades da Colônia dos Pescadores.

"É muito difícil manter algo assim por sete anos", declara o atleta Luiz Lima, o coordenador da iniciativa. Ele era padrinho do Natação do Mar original, em Rio das Ostras, quando decidiu criar um grupo semelhante no Rio. Apesar das dificuldades de planejamento, o nadador crê que a ideia fica cada vez melhor: "Vou aprendendo com o tempo. Aprendo a ouvir e ensinar melhor", comenta.


Izabel Thomas e Hélio de La Peña

Outra coordenadora do programa, Izabel Thomas, que tem base em Rio das Ostras, guarda lembranças desde o início: "Começou no dia 7, mas as inscrições aconteceram no dia 6. Em 27 minutos, completamos o número de 150 alunos", recorda-se. Segundo ela, o número permanece o mesmo desde então, garantindo a segurança dos participantes e a qualidade do trabalho. Apesar desse aspecto não ter sido alterado, outras mudanças fizeram parte dessa história: "Antes, era gratuito, a gente tinha patrocínio. Hoje, é pago, mas 30% das vagas são destinadas para bolsas".

O perfil dos alunos é variado, o que agrada a nadadora Odete Ernest Dias. Aos 87 anos, ela, que mora em Santa Teresa frequenta as aulas há cerca de cinco, mas afirma não ser uma frequentadora regular do grupo. "Acho maravilhoso! O que une a gente é o mar. Ninguém quer saber de idade ou profissão, é a coisa mais democrática. A primeira braçada traz um prazer enorme", opina.

O ator Hélio de La Peña também é um dos participantes. O artista esteve presente na aula inaugural e depois, com a formação do grupo LL Gladiadores, também promovido por Luiz Lima, começou a treinar regularmente. "O projeto aproxima o carioca de seu habitar natural, que é a praia; permite intimidade com o mar; faz a pessoa perder o medo e proporciona a prática do esporte ao ar livre em contato com um dos maiores cartões-postais da cidade", observa.


Marlene Belo, Maria de Fátima da Silva e Odete Ernest Dias

Assim como ele, outros alunos também estão matriculados desde o começo, como Maria Emília Murray. Ela já nadava na praia anteriormente e dentre as braçadas, viu Lima sendo entrevistado por uma emissora de TV. Por curiosidade, se aproximou e soube da proposta, garantindo sua inscrição ainda nos primeiros minutos. "Natação é saúde. Aqui somos uma família. A gente faz festas e quem sabe nadar cuida de quem não sabe", relata. Da mesma forma, Marlene Belo também conseguiu sua vaga nos momentos iniciais por sorte. "Eu estava andando no calçadão e vi gente chamando. Achei uma loucura! Eu nunca tinha nadado, vivia 'levando caldo' aqui. Aprendi e logo fui para o intermediário. Agora viajo e nado em todos os lugares", orgulha-se.

Outros alunos também colecionam histórias acerca da atividade, como Itamar Cardoso. Frequentador do grupo desde 2009, ele começou ali junto com sua filha, então com 10 anos. Hoje,. Mariah Borba é tetracampeã de pólo aquático pela equipe juvenil do Flamengo. "O programa é maravilhoso. Eu entrei com um problema na coluna e hoje estou correndo e nadando", menciona. Ele aproveitou a ocasião do aniversário para agradecer o apoio do Hortifruti da Rua Dias da Rocha pela contribuição com o café-da-manhã desde o início e da Confeitaria Sulimar pela colaboração em datas especiais - foi ela quem produziu o bolo da festa, doado pelo proprietário Carlos José Duarte, que nada com o grupo. A ajuda do antigo subprefeito da Zona Sul, Bruno Ramos, foi fator primordial para o sucesso da ideia. O gestor atual Heitor Wagmann Junior esteve presente na festa e aprovou o projeto: "Eu ainda não conhecia. É a primeira vez que venho. Cheguei cedo, acompanhei o aquecimento e achei uma ocupação bacana", conta.

O êxito é tanto que a iniciativa já foi fonte de inspiração para trabalhos diversos, como a monografia da frequentadora Dioneia Faria, que também participa desde o primeiro dia. Ao terminar sua pós-graduação em logoterapia, desenvolveu um estudo sobre a relação da natação no mar e o envelhecimento. "Comecei com 65, estou com 72 e vou ficar aqui até os 100", aposta.

O grupo do Natação no Mar se reúne na Praia de Copacabana, entre as ruas Francisco Otaviano e Joaquim Nabuco, a partir das 7h.



FaceBook...
Flickr...
Mantenha-se informado:
 
Rio Turístico...
Turismo...
Resumo das Telenovelas...
Condomínio...
Comunidade...
Gourmet...
P6 Saúde...
Mapa de Copacabana (1.3Kb)
Clique para fazer o download...
Mapa de Ipanema (1.4Kb)
Clique para fazer o download...
Locais de Distribuição:
CLIQUE AQUI!
 
Compras Coletivas...
Compartilhe...
Compartilhe...
Compartilhe...
Compartilhe...
Industria Virtual...

Os textos assinados são de responsabilidade dos autores,
que os cederam gentilmente e podem não refletir a opinião do editor.