Editora Posto Seis

Editora Posto Seis
Av. Nossa Senhora de Copacabana, 1.133 loja 111
Cep. 22070-010 - Copacabana - Rio de Janeiro - RJ
Telefone: (21) 2523-7853 - Fax: (21) 2521-9597

Editorial | Publicidade | Jornais de Bairros | Mapa Turístico | Contato

Jornal Posto Seis

Edição 468. Clique para ampliar...

Especiais Posto Seis

Edição 2015 - Natal. Clique para ampliar...

Jornal Via Ipanema

Edição 118. Clique para ampliar...

Jornal Via Flamengo

Edição 124. Clique para ampliar...
SurfRio
Solar Meninos de Luz

Últimas Notícias


04/08/2017:
Alfredo Borret transforma tampinhas de garrafas em arte
Leia mais...
03/08/2017:
Nazareth Moureax resgata noites culturais de Copacabana
Leia mais...
03/08/2017:
Golfinhos da Baixada e Instituto da Criança firmam parceria
Leia mais...
18/07/2017:
Isabel Roberts expõe em Copacabana
Leia mais...
18/07/2017:
Nova edição do Baile da Alegria repete sucesso da anterior
Leia mais...
18/07/2017:
Diretor da Associação Pró-Vida explica a importância do transplante de medula
Leia mais...

Depende de Nós

Outro dia li um texto do professor/reitor José Pio Martins em que ele cita a expressão do consultor Marcelo Karam: "Eu não quero morar em outro país. Eu quero morar em outro Brasil". Por coincidência, guardava um outro artigo (não lembro o autor) com o título "A responsabilidade dos que ficam", expondo que é muito mais "fácil" abandonar tudo e ir para Portugal (ou outro local) do que enfrentar a recessão, a corrupção, a violência social e tentar salvar nossa nação.

Realmente, a cada dia, percebemos mais dificuldades em conseguir suportar tantas adversidades e infortúnios causados pela falta de gestão profissional por nosso governo. No entanto, antes de tomarmos qualquer iniciativa de abandonar tudo, deveríamos nos atentar do porquê de termos chegado a um nível tão desditoso.

Morar em outro país pode parecer glamouroso em um primeiro momento. Porém, a realidade de um estrangeiro do terceiro mundo em terras do primeiro é bem mais dura do que fantasiamos quando as conhecemos em viagens turísticas. Infelizmente, o xenofobismo é uma realidade que muitos enfrentam quando chegam. A maioria das sociedades natais é desconfiada ou mesmo temerosa aos estranhos. As oportunidades não são as mesmas e a disputa no mercado de trabalho é bem mais intensa e hostil do que imaginamos.

Não podemos esquecer nunca que esses países, os quais sonhamos, sofreram muito com guerras, manifestos, revoluções e extrema participação comunitária para conseguirem chegar ao "way of life" que almejamos. É uma tendência da nossa sociedade acreditar que "alguém" pode resolver por nós, quando, de fato, somos nós que temos que determinar o que desejamos para melhorar o espaço em que vivemos.

O Estado do Rio de Janeiro vem sofrendo com sua bancarrota econômica, com a falta de pagamento funcional, a ausência de investimentos nas áreas educacional e de segurança, a morte de centenas de policiais e moradores (principalmente jovens) em regiões menos favorecidas, o abandono de seres humanos pelo meio das ruas, entre outros gravíssimos problemas sociais que nos levaram a essa falência.

É necessário que as pessoas tenham coragem e vontade para partir para ações que possam beneficiar nossa nação ao invés de querer abandoná-la. Precisamos acreditar que nossa contribuição possa diminuir a pobreza e a corrupção que nos assolam. Cada um deve fazer a sua parte mesmo achando que "isso não adianta em nada". Se cada um de nós resolver praticar a cidadania frequentando as reuniões de suas associações de moradores, cobrando do poder público executivo a efetivação de suas funções e do legislativo a fiscalização severa do Erário, poderemos, como sociedade, construir um novo Brasil.

Depende de nós!

 



FaceBook...
Flickr...
Mantenha-se informado:
 
Rio Turístico...
Turismo...
Resumo das Telenovelas...
Condomínio...
Comunidade...
Gourmet...
P6 Saúde...
Mapa de Copacabana (1.3Kb)
Clique para fazer o download...
Mapa de Ipanema (1.4Kb)
Clique para fazer o download...
Locais de Distribuição:
CLIQUE AQUI!
 
Compras Coletivas...
Compartilhe...
Compartilhe...
Compartilhe...
Compartilhe...
Industria Virtual...

Os textos assinados são de responsabilidade dos autores,
que os cederam gentilmente e podem não refletir a opinião do editor.