top of page

Festival de monólogos estreia às segundas-feiras no Teatro Gláucio Gill


“Adelaide Sem Censura” (Foto: Dani Dornela)

A peça “Adelaide Sem Censura”, adaptação do texto “A Rainha do Rádio”, de José Saffioti Filho, abre o Festival de Monólogos do Teatro Gláucio Gill em Copacabana no dia 8 de agosto, ficando em cartaz até o dia 29 do mesmo mês, interpretado pelo ator Éderson Caldas e com direção de Rose Abdallah. Serão quatro monólogos a serem apresentados, um a cada mês. Os ingressos custam a partir de R$25.


“A Rainha do Rádio” foi escrita no ano de 1976, em plena ditadura militar brasileira, tempo de repressão aos meios de comunicação e às manifestações artísticas. A obra fala sobre a radialista Adelaide Fontana, que comanda o programa “Suspiros Ao Meio-Dia”. Guerreira e cheia de sonhos, Adelaide não se cala diante das mais diversas formas de abusos de poder e denuncia tudo o que repudia com muito humor e poesia. No seu último programa radiofônico, veiculado à meia-noite, ela desafia os poderosos da cidade, revelando seus “podres” e apontando a hipocrisia que reina entre os notáveis da sociedade local.


Protagonizado pelo ator mineiro Éderson Caldas, o espetáculo estreou em setembro de 2021, na cidade do Rio de Janeiro, seguindo em temporada por cidades do interior de Minas Gerais antes de retornar ao Rio.


Serviço: Adelaide sem censura | Até 29 de agosto, sempre às segundas-feiras, às 20h | Teatro Gláucio Gill (Praça Cardeal Arcoverde, s/n - ao lado da estação de metrô Cardeal Arcoverde) | Classificação indicativa: 16 anos | Ingresso: R$ 50 inteira e R$ 25 meia.

Opmerkingen


bottom of page