Ação em Copacabana marca os 70 anos do Lions Clubs International no Brasil


O Lions Club International comemorou 70 anos no Brasil. A data foi marcada em Copacabana por uma edição da Ação Educativa Lions de Saúde e Cidadania, que realizou exames gratuitamente, entre outras ações, na manhã de 3 de abril.


Foi a 225ª edição do evento, realizado desde 1995, apoiada pelo Jornal Posto Seis desde sua fundação e atualmente promovido pelos clubes Copacabana, Leme e Princesa do Leme, responsáveis por manter o Projeto Colepe, que oferece tais serviços. O público contou com exames de glicemia, pressão arterial, de detecção de câncer de mama e outros atendimentos, inclusive dermatológicos. Houve ainda massoterapia, Reiki e doações de livros e roupas. A ocasião marcou ainda o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, na véspera. Uma grande caminhada, com participação da unidade de Xerém do Lions Clubs e do grupo Olimpíadas Especiais Brasil, que apoia atletas com necessidades específicas, chamou a atenção para a causa - os participantes, assim como os voluntários que trabalharam na data, foram agraciados com um lanche servido pela Sociedade Amigos da Terceira Idade.

Com a retomada da Ação Educativa Lions de Saúde e Cidadania, interrompida por quase dois anos devido à pandemia de COVID (houve duas edições em 2021, mas o aumento do número de casos em janeiro de 2021 voltaram a paralisar a iniciativa), os serviços devem voltar a ser prestados nos últimos domingos de cada mês, na área de lazer na altura da Praça do Lido. Em abril, excepcionalmente, a data foi alterada excepcionalmente pela governadoria do Lions Club devido às celebrações do 70º aniversário do grupo no Brasil, já que os trabalhos abriram a programação festiva.


Para marcar a data, o presidente internacional do grupo, Douglas X. Alexander, veio ao Brasil. Em sua passagem pelo Rio de Janeiro, dentre outras atividades inaugurou uma placa alusiva à na Praça Mário Lago, no Centro, local anteriormente chamado Praça Melvin Jones em homenagem ao fundador do Lions Clubs, que o criou em 1917 no contexto das consequências da Primeira Guerra Mundial, que resultou em graves problemas sociais num cenário de crescente industrialização, o que piorava ainda mais a situação.


Dessa maneira, Jones, que vivia em Chicago, convidou clubes empresariais de diversas partes do país para desenvolver uma série de trabalhos voluntários, dando início à associação, que se tornou internacional em 1920, quando o primeiro núcleo foi fundado no Canadá. Nessa altura, já funcionava em 23 estados no país de origem e contava com 6,4 mil associados. Passados cinco anos, o grupo assumiu a posição de “paladino dos cegos”, desenvolvendo trabalhos para impactar positivamente a vida de pessoas cegas e com baixa visão, além de ações para reverter quadros de glaucoma e catarata. A seriedade foi tanta que, em 1945, o grupo, que nessa altura já atuava em 46 países, criou a seção voltada para ONGs da Organização das Nações Unidas (ONU), parceria mantida até os dias atuais.


A chegada ao Brasil se deu em 1952. Na data, o então presidente da organização, Edgar Elbert, realizou uma viagem de seis semanas pela América do Sul, lançando as bases de novas unidades. Surgiu, então, o Lions Club Rio de Janeiro, cujas cartas constutivas foram entregues pessoalmente por Elbert, que dirigia uma escola para cegos nos EUA. Para marcar a novidade, foi realizado um jantar de gala no Copacabana Palace e a visibilidade da causa a levou a outros estados: no ano seguinte, já havia núcleos também em São Paulo, na Bahia, em Santa Catarina e no Paraná, somando-se aos mais de 10 mil clubes registrados naquela altura, o que totalizava aproximadamente meio milhão de sócios, em sua maioria homens de negócio e profissionais preeminantes em cada ramo de atividade.


Atualmente, o Lions Clubs International está presente em mais de 200 países, onde existem 48 mil clubes com 1,4 milhão de associados. Dentre os trabalhos desenvolvidos, o grupo destaca, em sua página, quatro causas globais: diabetes (redução da prevalência e melhora na qualidade de vida dos diagnosticados), visão (frear a cegueira evitável e melhorar a vida de pessoas com problemas desta natureza)


Mais informações podem ser obtidas em www.lionsclubs.org.