Você sabia que cabelos podem ter bolhas de ar?


No dia a dia, a gente usa muitas ferramentas que emitem calor para embelezar nossos cabelos. Seja a chapinha, o secador ou o babyliss, todos transformam os fios em poucos minutos, possibilitando diferentes visuais e penteados. O problema surge quando abrimos mão da proteção e deixamos as madeixas expostas a altas temperaturas durante o uso desses equipamentos.

Assim, surge o chamado “bubble hair”, bolhas de ar que se formam dentro das hastes dos cabelos por danos térmicos.

“A fibra do cabelo contém espaços cheios de ar, chamados vacúolos. Quando lavamos o cabelo e ficamos com ele molhado, esses espaços normalmente se enchem de água, por exemplo. Porém, se secarmos os fios encharcados e sem proteção térmica, isso faz com que a água vaporize e expanda esses vacúolos, formando uma estrutura semelhante a uma esponja”, explica Viviane Coutinho, tricologista e docente da Academia Brasileira de Tricologia (ABT).

Nessas condições, os fios se tornam frágeis, favorecendo a quebra capilar e deixando-os ásperos e ressecados. A longo prazo, a saúde do cabelo sofre intensamente.

“Nenhum tipo de cabelo escapa dos danos causados pelo calor, apenas são diminuídos através de proteção. Cabelos danificados, quebradiços, com frizz, sem brilho e sem maciez podem ter sido agredidos pelo bubble hair sem a pessoa nem ter noção disso”, afirma.

Depois que o bubble hair se forma no fio, não há tratamento. Ou seja, ele é irreversível. Logo, seus fios irão quebrar sempre que as bolhas se formarem. “Através de uma avaliação capilar, identificamos essa disfunção e montamos um cronograma de mudança de hábitos de cuidados capilares que podem ajudar”, aponta.

Portanto, não é preciso desespero: existem formas eficazes de se prevenir o problema antes que ele faça um estrago considerável no cabelo.

“O ideal é sempre a prevenção. Quando for usar secador, por exemplo, mantenha-o a uma distância razoável do couro cabeludo e comprimento dos fios com uma temperatura não tão elevada. Quanto à chapinha e babyliss, não utilize de forma nenhuma no cabelo ainda úmido. Ainda é essencial investir em protetores térmicos, pois eles formam uma barreira ao redor do fio, permitindo uma secagem externa e protegendo a estrutura interna dos fios”, destaca Viviane.