Lesões bucais podem ser um alerta para problemas de saúde

Informe publicitário

Este é um assunto da maior seriedade, que muitas pessoas não dão a devida importância. Toda lesão que permanecer na boca por mais de 15 dias pode malignizar e o índice de câncer bucal é muito alto. Infelizmente, fica o alerta!


É preciso rever adaptações de próteses, se a mucosa abaixo e entorno está saudável e em condições normais, caso contrário, a prótese precisa ser refeita e tratada cirurgicamente a mucosa .


Outro item importante são dentes fraturados, que causam traumatismos constantes na língua e bochecha e devem ser corrigidos o quanto antes.


Restaurações e próteses quebradas precisam ser substituídas. Além de causar lesões, há o risco de serem engolidas. Tais próteses, podendo ir para o intestino ou, pior, para os pulmões, todo cuidado é pouco. Substituir urgente!


Hábitos de morder os lábios também devem ser abolidos por conta de lesões e traumatismos constantes. E aparelhos fixos com algum elemento solto devem ser corrigidos o quanto antes.


Outras lesões, manchas, feridinhas, sangramentos, bolhas, coloração, gosto diferente e quantidade de salivação alterada, tanto podem ser lesões bucais provocadas pelos fatores acima, como lesões por manifestações de doenças no organismo, muitas vezes doenças sérias, cujos sintomas aparecem por vezes inicialmente na boca.


Todos são sinais que podem parecer banais, porém são detalhes que precisam ser avaliados com muito cuidado, porque problemas odontológicos não são apenas cuidados com os dentes, que geralmente incomodam quem os tem, mas o descrito acima, que nem sempre o paciente percebe, como é o caso de lesões no palato (céu da boca). São problemas de suma importância!


Portanto, não se descuide, fazendo avaliação com frequência e não esperando para sentir o incômodo, você evita com isso o que pode ser desde uma lesão banal, que pode ser sanada rapidamente, ou algo muito sério com sua saúde, e com ela não se brinca!


Dra Cleonice Viana - Cirurgiã Dentista CRO 9479

Av.N.S.de Copacabana, 435 sala 403 | Tels 2548-9606 / 2554-6814 / 99862-2181