Adolescentes de abrigo no Rio de Janeiro conhecem acervo do Museu de Ciências da Terra


(Foto: Fernando Maia/ Prefeitura do Rio)

O Museu de Ciências da Terra (MCTer) recebeu, nesta quarta-feira (20), a visita de um grupo de adolescentes assistidos pela Casa Viva Del Castilho, um abrigo localizado na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. O interesse em conhecer o acervo do Museu administrado pelo Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) partiu dos próprios menores, que tiveram o primeiro contato com o MCTer há duas semanas durante atividade do programa itinerante Museu em Movimento realizada no local onde são abrigados.


Paleontólogo e coordenador do núcleo de educação do MCTer, Rodrigo Machado destaca que ações como esta mostram a importância do programa para a inclusão social. "O Museu em Movimento pode ser uma grande estratégia de acessibilidade e inclusão para todos os públicos, reforçando a importância do nosso MCTer para a cidadania e para todos que ele engloba", disse Machado após a visita.


O Museu de Ciências da Terra segue fechado para visitações e, neste caso, houve uma liberação em caráter técnico, considerando a contribuição educativa e social aos adolescentes. Durante a visita, os menores da Casa Viva Del Castilho puderam conhecer as exposições do MCTer e o rico acervo de fósseis, rochas, minerais e meteoritos.

A visita dos adolescentes foi viabilizada pela Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Assistência Social.