ICMBio anuncia trilha por ilha nas Cagarras


Ilha Comprida poderá ser visitada

Em breve, a população terá a oportunidade de percorrer uma trilha pela Ilha Comprida, que compõe o Arquipélago das Cagarras. A novidade foi anunciada pelo ICMBio, que pretende autorizar o percurso ainda no primeiro semestre de 2022. Será a primeira vez que o local será aberto para passeios, mas haverá restrições para garantir a preservação do espaço, área de preservação ambiental.


O passeio é indicado para pessoas com espírito aventureiro e intimidade com o mar, já que, para acessar a ilha, é necessário nadar um pequeno trecho. Como não há praias, a subida se dá pelo próprio costão, ainda que a escalada seja pequena – nesse trecho, o uso de calçados adequados será obrigatório para evitar ferimentos. Uma vez na Comprida, o caminho, de cerca de 1km não apresenta alto grau de dificuldade, apesar de trechos com maior declividade. Para aumentar a segurança, algumas estruturas estão sendo instaladas, mas ainda assim, a orientação é que seja percorrido apenas com condutores e guias que conheçam a área.


Por ser um monumento natural, o ICMBio mantém uma rotina de fiscalização na unidade, o que deve controlar o comportamento dos visitantes. Além disso, a gestão da unidade de conservação irá credenciar condutores para operarem na trilha. O edital deve ser lançado no segundo semestre de 2022. Os participantes deverão apresentar certificados que os habilitem a conduzir visitantes em ambientes naturais.


Em 2021, o Monumento Natural das Ilhas Cagarras entrou para a seleta lista de lugares considerados “hope spots” (“pontos de esperança”), título concedido pela aliança internacional para conservação marinha Mission Blue por ser cientificamente crítico para a saúde dos oceano. Centenas de espécies foram registradas em seu entorno, o que garantiu o reconhecimento ofertado também a espaços como os Grande Barreira de Corais, na Austrália, e Galápagos, no Equador. No Brasil, até então, apenas Abrolhos estava na lista.