Você já comeu cacto? Saiba principais benefícios da planta


Muita gente utiliza o cacto para decorar a casa ou o enxerga apenas como símbolo da região nordeste e locais desérticos – recentemente, também remete à Juliette Freire, vencedora do BBB21. Mas a verdade é que o cacto é um alimento que pode trazer muitos benefícios para a nossa saúde, e, de acordo com especialistas, vale a pena incorporá-lo na alimentação.

“Consumir a planta como um alimento não é bem uma novidade, apesar do espanto de várias pessoas. Segundo relatos históricos, era um item essencial da economia asteca no período pré-colombiano. Por ser nativa da América Latina, está presente no Brasil há muito tempo”, comenta o médico Paulo Lessa.

O assunto voltou à tona por conta do programa “No Limite”, no qual alguns participantes da tribo Calango, como Kaysar e André, fritaram pedaços de cacto para driblar a fome.

“É uma relação histórica, uma vez que a planta já é utilizada intuitivamente como alimento de emergência para animais e seres humanos de vários países”, cita. Inclusive, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) defendeu que o cacto é uma das melhores opções de plantio para combater a fome nas próximas décadas, descrevendo-o como o “alimento do futuro”.


O estereótipo da seca que ronda o cacto não condiz com seu valor nutritivo: a cactácea ora-pro-nobis é fonte de proteína, o que é raridade no mundo dos vegetais, segundo Paulo.

“Um dos tipos de cacto mais encontrados em nosso país é a opuntia, também conhecida como palma ou nopal. Ela é rica em polissacarídeos, polifenóis, vitaminas e fibras e auxilia a controlar a diabetes, prevenir o câncer e diminuir o colesterol”, explica.

Frequentemente classificados como plantas alimentícias não convencionais (Pancs), os cactos demandam certo trabalho de preparo, já que apresentam espinhos. “Porém, com a devida proteção, é possível retirar os espinhos sem problemas e aproveitar suas vantagens para o organismo”, garante.

A folha da opuntia pode ser usada para fazer sucos. “O fruto da planta, chamado de tuna, geralmente é consumido in natura, retirando a casca e as sementes. Com polpa suculenta, costuma ser encontrada em supermercados com o nome de figo da Índia. Além disso, a pitaia, fruta de aparência escamosa que está cada vez mais famosa, não dá em árvore, mas em cacto”, acrescenta.