Shopping em Copacabana inova com diversificações


Os sócios na entrada principal do shopping Copacabana Mall
Os sócios na entrada principal do shopping

A revitalização do Shopping Copacabana Mall, na Rua Barata Ribeiro, tem atraído novos negócios a Copacabana. Desde que a nova administração assumiu, a ideia é voltar a ocupar as 90 lojas do centro comercial, situado no número 370, e cujo prestígio foi reduzido com o passar dos anos.


Após quatro décadas, o local ganhou nova gestão, que criou estratégias para atrair público. “Com a pandemia, o espaço perdeu muitos clientes. Os lojistas passaram a reclamar do abandono”, aponta uma das integrantes da equipe Roberta Reis. Junto com Daniel Sztern (o atual síndico), Luíz Denot (o subsíndico), Ary Rubinstein e Sérgio Tasso de Oliveira (que completa o conjunto), ela foi uma das idealizadoras das novidades: “Nos vimos numa sinuca… A primeira ideia foi buscar empresas para montarem seus negócios aqui. Convidamos algumas, mas como o ponto estava muito depreciado, elas não queriam. Precisamos investir do nosso bolso para chamar a atenção e começarem a nos olhar de outra forma”.


Uma das novidades fica por conta da inauguração da chocolateria Lugano, de Gramado, que abriu, em 8 de julho, sua primeira loja na Zona Sul, naquele endereço. Outros negócios já foram instalados no espaço, que ganhou quiosques que possibilitam novos modelos de negócio. “Até a Oakberry já está aqui!”, comemora Roberta, que aponta o retorno da sede do Detran como uma vitória. O órgão funcionou na galeria até 2019, quando as atividades em Copacabana foram encerradas após 15 anos. O retorno se deu devido à mobilização dos gestores: “É uma parceria público-privada. O Detran queria voltar a Copacabana e oferecemos o ponto. Nós cedemos e eles vieram com todo o material e os empregados”.

Grupo levou a chocolateria Lugano, de Gramado, ao espaço
Grupo levou a chocolateria Lugano, de Gramado, ao espaço

Outra novidade foi a inauguração do estacionamento rotativo, até então inexistente. “Aqui é o coração de Copacabana e não havia nenhum. A gente tinha garagem com 400 vagas”, aponta, citando que foi reformada e equipada com o que há de mais moderno em câmeras, cancelas digitais e outras tecnologias que permitem o funcionamento comercial do espaço, mais um atrativo para os consumidores. Com isso, aos poucos, os administradores reforçam o potencial da Rua Barata Ribeiro, por muito tempo considerada inferior à Av. N. Sª de Copacabana: “A ideia é mudar o olhar para as pessoas começaram a prestar a atenção. Fizemos uma feira holística que foi super movimentada. Foi aí que a gente entendeu que o ponto tem valor. Os expositores explodiram de vender, o fluxo foi muito bacana”. Tornando o endereço ainda mais atrativo a quem passa pela calçada, até os canteiros estão sendo revitalizados: “A gente quer trazer um charme para cá. Queremos enfeitar, fazer algo bonito”.

Nova sede do Detran em Copacabana é fruto da parceria entre os gestores e o órgão
Nova sede do Detran em Copacabana é fruto da parceria entre os gestores e o órgão

Os investimentos no shopping atraíram até mais procura ao apart-hotel que compõe o condomínio. “Foi o primeiro do Brasil. A inauguração parou Copacabana e estamos tentando explorar essa ideia. Agora que a pandemia está ‘um pouco melhor’, com aspas, a procura está muito grande”, finaliza a gestora.