Coluna "Turismo": Curitiba e arredores

(publicada na edição 526)


O ano de 2020 tem de tudo para ser a alegria dos viajantes. Repleto de feriadões, é a chance perfeita para conhecer diversos lugares. Curitiba é um destino perfeito para essas mini-férias. A capital paranaense reúne atrativos diversos, além de ser uma cidade que permite idas rápidas a lugares muito interessantes na região. Pronto para conhecer?


O local mais visitado é o agradável Jardim Botânico, local perfeito para um passeio agradável em meio à flora e à fauna. Inspirado nos jardins franceses, trata-se de um espaço de pesquisa e conservação das espécies, o que faz muitas atividades serem restritas. Ainda assim, trata-se de uma opção bastante simpática para o lazer, principalmente durante o pôr-do-sol, que colore de laranja até a grande estufa de ferro e vidro, inspirada em um modelo semelhante que existia em Londres.

Jardim Botânico

Outro espaço que agrada os visitantes é a Torre Panorâmica, de onde pode-se conhecer a cidade, vendo-a de um ângulo diferente – a estrutura possui 103,5m de altura. Ela fica perto do Parque Barigui, cujo grande lago atrai todos os públicos, que aproveitam seu entorno para caminhar, andar de bicicleta ou praticar algum esporte. O Parque Tanguá é outra escolha bastante popular para passar o tempo, já que, ali, os frequentadores podem passear em meio à natureza, o que é considerado relaxante por muitos. Há ainda o Parque Tinguí, onde fica o Memorial Ucraniano, com réplicas de edificações que exibem o estilo arquitetônico trazido por estes imigrantes. Os alemães também são homenageados em outro espaço, o Bosque Alemão, com atrações diversas para todos os públicos. Ali, as crianças costumam se divertir na trilha João e Maria, que reproduz o conto dos irmãos Grimm em uma experiência em meio à natureza.

Torre panorâmica (Foto: Michel Willian/Secretaria Municipal de Comunicação Social de Curitiba)
Parque Tanguá (Foto: Ricardo Marajó/Secretaria Municipal de Comunicação Social de Curitiba)
Parque Tingui (Foto: Lucilia Guimarães/SMCS)
Memorial Ucraniano (Foto: Daniel Castellano/Secretaria Municipal de Comunicação Social de Curitiba)

Curitiba também é uma cidade com muitos museus. O mais conhecido é o Oscar Niemeyer projetado pelo próprio arquiteto e com rico acervo de artistas variados do mundo todo, mas esse não é o único que merece uma visita. Vizinho a ele, fica o Bosque Polonês (Bosque João Paulo II), que em meio à área verde, possui um memorial relembrando a vida dos primeiros imigrantes. Para os amantes de história, o do Holocausto é imperdível. Trata-se de o primeiro dedicado a este tema no Brasil e, além de trazer depoimentos de sobreviventes e vítimas, também se transformou em um manifesto contra o ódio, sentimento que motivou aquele genocídio no passado e que segue matando nos dias atuais. Outros bastante tradicionais são o Egípcio e o Rosacruz, que funcionam no mesmo endereço: enquanto o primeiro é dedicado à cultura daquela civilização, com direito a uma réplica do Templo de Luxor e 700 peças, o outro é voltado à própria Ordem Rosacruz, mantenedora do espaço.

Museu Oscar Niemeyer

Outro motivo para visitar Curitiba é que, a partir de lá, chega-se a diversos outros lugares de interesse turístico, como a cidade de Morretes. O passeio, que pode ser feito de trem ou ônibus, conduz a um local que parece que parou no tempo com inúmeros casarões bem conservados, onde funcionam lojinhas, restaurantes e muito mais. Não deixe de experimentar o barreado, prato típico local! O Parque Encantado Hisgeopar, inaugurado em 2018, também merece atenção: através de maquetes, ele traz ao público a história e a geografia do Paraná. Um dos destaques fica por conta da demonstração da construção do lago da Usina de Itaipu, que inundou o Salto das Sete Quedas, então complexo de cachoeiras mais volumoso do mundo, com o dobro de vazão das Cataratas do Niágara, nos Estados Unidos – todo o processo é reproduzido ali.

Morretes

O Parque Estadual de Vila Velha também é outro passeio que merece ser feito por quem visita o estado do Paraná. Repleto de blocos de arenito esculpidos naturalmente pela chuva, pelo vento e pela erosão, o que resultou em formações bastante exóticas, é um lugar apontado por muitos como imperdível, já que sua paisagem é única no mundo todo. As furnas do local são outra atração, assim como a Lagoa Dourada, que ganha essa cor em determinados horários devido ao sol. Menos conhecido, o Parque Estadual de Campinhos possui outras paisagens, com floresta de araucárias original e grutas de formação calcária bastante interessantes. Não esqueça de levar uma lanterna!

Parque Estadual de Vila Velha

A boa notícia é que visitar Curitiba sai barato para os cariocas, já que os valores dos voos costumam ser atrativos aos turistas. Ficou interessado em conhecer a cidade? Procure já algum anunciante do Jornal Posto Seis e programe sua ida.