Vereador pede a alteração do calendário de vacinação para a inclusão da prioridade para os PCDs


(Foto: Divulgação)

A ansiedade pela chegada de novas doses da vacina e cumprimento do calendário de vacinação no Rio de Janeiro tem marcado a vida dos cariocas. Um projeto de lei que tramita na Câmara dos Vereadores, de autoria do vereador Marcio Ribeiro, pode começar a garantir esperanças para as pessoas com deficiência serem incluídas de forma mais rápida no calendário da capital fluminense.


O PL 89/2021 pede a alteração do calendário de vacinação municipal, para a inclusão da prioridade de pessoas com deficiência. Para o Parlamentar, que é Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, a escassez de remessas de vacinas contra a covid-19 para o Rio de Janeiro é uma das grandes preocupações:


"Algumas pessoas com deficiência não conseguem e nem podem respeitar as regras de distanciamento e higienização, como os deficientes visuais que precisam colocar as mãos em quase tudo, ou cadeirantes que manuseiam o tempo todo as rodas das cadeiras. Além disso, as pessoas com deficiência podem correr um maior risco de desenvolver formas graves de COVID-19 se forem infectadas" explica Marcio Ribeiro.


Seguindo o calendário de vacinação do Plano Nacional de Imunizações (PNI), apenas as pessoas a partir de 18 anos com deficiência, residentes em instituições, foram incluídas nos grupos prioritários. Inclusive, todos os PCD’s institucionalizados já foram imunizados. Já as pessoas deficientes que não residem em residências inclusivas só aparecem na décima quinta posição entre os grupos a serem vacinados, segundo dados apresentados pela Campanha Nacional de Vacinação.