top of page

Mês Mundial de Alzheimer destaca os fatores de risco de demências


(Foto: Divulgação)

Setembro é o Mês Mundial de Conscientização sobre o Alzheimer e para chamar atenção para a ocasião, uma ação foi realizada na orla de Copacabana na manhã do dia 3. Além de panfletagem de material sobre o assunto, foram realizadas também rodas de conversas com profissionais de saúde, esclarecendo dúvidas dos presentes. A campanha, chamada “Nunca É Cedo Ou Tarde Demais”, tem como foco os fatores de risco e visa reduzi-los para evitar, atrasar ou, potencialmente, até preventir a doença e outras formas de demência.


O movimento, organizado pela Federação Brasileira das Associações de Alzheimer (Febraz), acompanhada de outros grupos que ela representa, como as associações Brasileira de Alzheimer (Abraz) e de Parentes e Amigos de Pessoas com Alzheimer (Apaz) e os institutos Alzheimer Brasil e Não Me Esqueças, está integrado ao plano global da “Alzheimer's Disease International” (ADI), federação global com mais de 105 instituições sobre o assunto em todo o mundo. A proposta é diminuir o estigma da doença, uma vez que estudos recentes apontam que o número de pessoas vivendo com demência está prestes a triplicar até 2050, tornando-se um dos desafios mais urgentes em saúde enfrentados pelo mundo hoje.


No Brasil, estima-se que cerca de 1,8 milhão de pessoas vivem com diferentes tipos de demência, com aproximadamente 100 mil novos casos sendo diagnosticados anualmente, segundo dados da Febraz. Enquanto a sociedade aguarda mais avanços em medicamentos modificadores da doença e, potencialmente, que proporcionem a cura - o que continua sendo um esforço em andamento - a redução de riscos desempenha um papel especialmente significativo. Ao tomar medidas proativas para reduzir os fatores de risco, os indivíduos podem aumentar suas chances de manter o cérebro saudável. A federação enfatiza os seguintes pontos para mitigar o perigo: reduzir o consumo de bebidas alcoólicas; cessar o tabagismo; realizar exames de audição e, se necessário, utilizar aparelhos auditivos; evitar lesões graves na cabeça; participar de atividades físicas; manter um padrão de sono regular; e adotar um estilo de vida saudável.


Segundo a presidente da Febraz, Elaine Mateus: “A campanha é uma oportunidade ímpar para educar, sensibilizar, encorajar o apoio e desafiar os estigmas que persistem em relação à doença de Alzheimer e outros tipos de demência”. A presidente da Apaz, Maria Aparecida Albuquerque Guimarães, reforça a importância da ação: Precisamos conhecer a doença de: como evitar os fatores de riscos, quais os principais sintomas, que e onde são oferecidos tratamentos e, assim, nos prepararmos ara um cuidado humanizado, digno e de qualidade que todo cidadão merece”, finaliza.


Outras ações serão realizadas na sede da Apaz (Avenida Marechal Floriano, 65 – Centro), com distribuição de panfletagem e consultoria sobre o tema no dia 18 de setembro (segunda-feira), das 10h às 11h; e 20 e 21 (quarta e quinta), das 12h às 13h.

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page