Coluna "Turismo": Florianópolis

(publicada na edição 514)


Florianópolis é um dos destinos turísticos mais procurados no país e tamanho sucesso não é a toa. A ilha catarinense agrega atrativos para todos os gostos. Engana-se quem pensa que apenas as praias merecem ser visitadas: o centro histórico também agrada os turistas, que se encantam com o casario, além das diversas opções de ecoturismo. Ficou curioso? Separe alguns dias para conhecer a cidade!


O Centro, por si só, já vale a viagem. Do Mirante do Morro da Cruz, pode-se conferir, do alto, parte da cidade e detalhes como a Ponte Hercílio Luz, a maior suspensa do Brasil e, atualmente, fechada para o trânsito de veículos e pessoas, mas, ainda assim, um cartão-postal da cidade. A parte histórica também merece ser visitada: a região conservou seu antigo casario, que remete a um passado bastante interessante. Os atrativos são diversos, a começar pelo imponente Palácio Cruz e Sousa, que sedia o Museu Histórico de Santa Catarina, que reúne objetos, como mobiliário e utensílios, de antigos governantes, além de peças de arte, como uma cópia do quadro que retrata a primeira missa no Brasil.

Palácio Cruz e Sousa (Foto: pepsiline/Wikipedia)

Perto dali, não deixe de visitar a Casa da Alfândega, que também é sede da Associação de Artistas Plásticos de Santa Catarina. Rendas, cachaças artesanais, peças de barro e muito mais. Aproveite para conhecer as rendas de bilro, técnica levada pelos imigrantes açorianos que migraram para Santa Catarina no século XVIII, quando o primeiro governador de Santa Catarina, Brigadeiro José da Silva Paes, impulsionou a vinda de 6 mil pessoas devido às dificuldades desse povo de sobreviver no arquipélago. A produção também pode ser conferida no Armazém da Renda, onde um enorme grupo de rendeiras se reúne. O local fica no Mercado Público de Florianópolis, com bares e restaurantes. Experimente provar as ostras de lá!

Casa da Alfândega (Foto: Fundação Catarinense de Cultura)

Muitas delas são cultivadas no Ribeirão da Ilha, outro lugar que merece ser visitado. O local preserva a arquitetura de Açores e é extremamente charmoso por sua atmosfera pitoresca. Dentre as atrações, estão a charmosa Igreja Nossa Senhora da Lapa e o Ecomuseu do Ribeirão da Ilha, que preserva o modo de vida dos primeiros moradores da região. Outro distrito que conserva essas características é o bucólico Santo Antônio de Lisboa, com atrativos semelhantes, mas com o pôr-do-sol apontado por muitos como o mais bonito de Florianópolis.

Santo Antônio de Lisboa

Outra parte do passado da ilha pode ser conhecido nos passeios às fortificações militares da região. A Fortaleza de Santa Cruz do Anhatomirim, a principal, faz parte de todos os roteiros, já que a visita é imperdível. O local, além de histórico, é naturalmente bonito! Há duas opções para chegar: a primeira parte do Centro, perto Ponte Hercílio Luz, e outra, pela Praia de Canasvieira, ao norte de Florianópolis. Dependendo da escolha, existe a possibilidade de passar pela Baía dos Golfinhos, onde estes animais costumam ser avistados. Deixe sua câmera fotográfica pronta!

Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim

Quem não dispensa as praias encontra opções para todos os gostos na cidade – estimam-se mais de cem delas na ilha. Jurerê Internacional é o lugar para quem busca badalação no local do metro quadrado mais caro da cidade, o que é refletido na frequência da praia. No sul, a paradisíaca Ilha do Campeche costuma ser apreciada por todos os públicos. O barco sai da praia homônima e a travessia dura cerca de 15 minutos. Há quem a considere a atração natural mais bonita da cidade, com suas águas cristalinas e sem ondas convidativas para um mergulho, principalmente no verão (lembre-se que o mar de Santa Catarina pode ser bem gelado). Além da roupa de banho, vá também preparado para percorrer as diversas trilhas que existem no local.

Ilha do Campeche

De volta à ilha principal, dirigindo mais 15 minutos para o sul, chega-se à Praia da Armação, de onde parte o barco para a Lagoinha do Leste, também bastante disputada pelos visitantes e totalmente deserta: leve tudo o que for necessário para passar o dia nela, inclusive alimentos e bebidas. Florianópolis ainda possui inúmeras outras trilhas outros lugares maravilhosos, como as piscinas naturais da Barra da Lagoa.

Praia da Lagoinha do Leste (Foto: Oscar Fava/Wikipédia)

Aproveite que o verão está chegando e programe sua viagem!