Associação de Moradores e Amigos dos Postos 5 e 6 realiza primeira reunião comunitária de 2021


(Foto: Divulgação)

A Associação de Moradores e Amigos dos Postos 5 e 6 (AMA56) promoveu um café-da-manhã entre representantes do bairro e autoridades para discutir alguns dos problemas que mais afligem quem vive na região. O encontro foi a primeira reunião comunitária de 2021, o que levou aos presentes a abordagem questões variadas, como população em situação de rua, desordem urbana e criminalidade.


A reunião deu início ao movimento “Copacabana Pede Socorro”, posteriormente adotado por terceiros e levado às redes sociais. A presidente Silvia Leal mostrou--se esperançosa em relação às aos trabalhos do prefeito Eduardo Paes e do governador interino Cláudio Castro. “Copacabana pede socorro pelo abandono da gestão anterior do governo municipal, que deixou o bairro mais conhecido do Brasil e da cidade que já foi capital abandonado, entregue à própria sorte”. O encontro aconteceu no Hotel Selina, com apoio do gerente geral Maikial Gonzales.


As questões de segurança foram tratadas pelo comandante do 1a Comando de Policiamento de Área, Cel. Mauro Fliess. Responsável pelos batalhões da região, inclusive o 19o BPM, que atende Copacabana e Leme, ele destacou que o novo comandante da unidade, Ten. Cel. Carlos Tiengo também está se organizando para atuar nos casos de roubos, assaltos e arrombamentos. Fliess ainda apontou que a área está em grande vantagem em relação a outras localidades devido ao entrosamento das forças de segurança, como os programas Rio + Seguro e Copacabana Presente, apesar destes não funcionarem durante à noite.


O aniversário deste último, que havia recém-completado um ano, foi citado pelos representantes presentes, o superintendente Cel. Rodrigo Laviola e o coordenador Hugo Coque. Ambos destacaram os êxitos da ação e também exaltaram a integração com os demais órgãos.


Em relação à desordem urbana, o inspetor geral da Guarda Municipal, José Ricardo Soares da Silva, prometeu continuidade às ações. O tema também foi levantado pelo secretário de ordem pública, Breno Carnevale. Ele anunciou que após a posse do prefeito Eduardo Paes, tanto a Coordenadoria de Controle Urbano (CCU) quanto a Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF) voltaram a ser responsabilidade da Secretaria Municipal de Ordem Pública, o que promete dar melhor andamento às operações.